quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A necessidade aguça o engenho

Tenho andado arredada da minha máquina de costura.
O que foi um tanto estranho, quando finalmente a tinha montado num espaço dedicado, exactamente para não haver desculpa para não me sentar com ela...

A necessidade de fazer bainhas numas calças de ganga novas que comprei - invariavelmente implica cortar 15 a 20 cm de tecido das pernas - fez com que finalmente me sentasse e trabalhasse nela.

Percebi que tinha mesmo saudades daquele tac-tac ritmado que a agulha faz, a cada novo ponto que cose.
E percebi que me senti serena, quando nos últimos dias, o que sinto é tudo menos isso!

Gostei tanto de sentir que não estava enferrujada e que aqueles pedaços de tecido cortados para o projecto Retalhos & Detalhes precisam mesmo que lhes pegue e os ponha na máquina!

Foi tão bom matar saudades!


12 comentários:

  1. Para mim, sentar-me na minha máquina e coser é das melhores formas de relaxar. =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Magda, dantes não me sentia assim tanto a relaxar. Ficava mesmo tensa, porque tinha receio que as costuras ficassem tortas ou coisa assim. Ontem até uma agulha se partiu e eu super calma...

      Eliminar
  2. é muito bom! embora eu e a máquina de costura ainda tenhamos um longoo caminho pela frente até nos darmos de facto bem ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Margarida, com o tempo vai lá. Para mim também nem sempre foi pacífico assim!

      Eliminar
  3. O som da máquina de costura é único. Tenho tantas saudades da maquina de costura da minha avó, uma Singer bem velhinha com um daqueles pedais enormes que embalam o corpo todo... :) nunca cheguei a aprender a coser à máquina mas adorava balançar o pedal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando comecei esta aventura de costurar, foi porque decidi recuperar a máquina Singer velhinha que era da minha avó e depois foi da minha mãe. Ainda a tenho! É a minha relíquia :)

      Eliminar
  4. É realmente inconfundível.
    Eu adoro estar sentada à máquina embora ainda seja muito recente. A minha mãe também tem uma dessas máquinas velhinhas, eu quando era miúda ia para lá só para estar a carregar no pedal. Enfim, memórias boas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São mesmo boas memórias, e foram exactamente elas que me levaram a querer aprender o que não quis ou não tive paciência para aprender quando tinha essa idade...

      Eliminar
  5. E é tão bom sentir que estás de volta!
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isilda, estou mesmo de volta!

      Já fiz mais um bloco, assim que a luz seja boa, fotografo e posto! :)

      Eliminar
  6. Sempre tive que fazer bainhas nas calças de ganga e nunca gostava do resultado final! Até que descobri este tutorial que recomendo. Ficam impecáveis... Experimenta, beijos nossos
    http://www.makeit-loveit.com/2011/08/altering-jeans-shorter-with-identical-hem.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela partilha. O tutorial é bastante útil ;)

      Eliminar

Ponha aqui as suas mãos!