terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Deu buraco...

No passado dia 30 de Novembro, fui mais uma vez ao workshop de tricot com a querida e sempre simpática Sofialgarvia - as portimonenses são todas simpáticas, está visto!

Desta vez, o projecto era executar um gorro ou uma boina, e como há muito que percebi que os gorros não me favorecem, optei pela boina, e mesmo também pelo grau de dificuldade se me afigurar um bocado maior.

Além de uns "engates" ainda na barra de canelado e depois ter feito uma carreira toda em liga quando deveria ter feito em meia, estava super feliz com o decorrer do meu projecto.

Até que cheguei à penúltima carreira... em que as várias reduções já não me davam margem de manobra para trabalhar com as agulhas. Na tentativa de puxar o cabo de forma a que tivesse uma folga para conseguir manusear as agulhas, eis que puxei o cabo de tal forma que as malhas saltaram da agulha.

Tentei não entrar em pânico e olhar atentamente para o trabalho de forma a apanhar as malhas que tinham caído. Crente que as tinhas conseguido apanhar todas, continuei e executei a última carreira. Rematei a boina.

Quando experimentava, toda feliz, apercebi-me que um dos buracos ornamentais da boina me parecia maior... e que raio de arrebite manhoso é aquele ali? perguntava-me eu...

Pois é, deu buraco e bem grande! Afinal não tinha conseguido apanhar as malhas todas e aquele buraco e as correspondentes malhas soltas eram a prova disso.

Fiquei tão triste...!
Resta-me agora a preciosa ajuda duma colega entendida nestas coisas ver se consegue apanhar as malhar com uma agulha de barbela e remediar a coisa.

E só por via das dúvidas, já comprei um conjunto de cinco agulhas de ponta dupla, e para a próxima vou tentar usá-las neste tipo de situações, para evitar maiores desgostos!



Post editado - já tenho o "buraco" resolvido! Yeayyyy

18 comentários:

  1. A lã é LINDA.

    É difícil apanhar as malhas caídas no tricot, à conta disso desmanchei umas boas horas de trabalho na manta bordeaux ( por falar nela... há muito que está esquecida)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A lã (Miltons Esmeralda) é espectacular, muito macia, apesar de não parecer à primeira vista.

      Eu ainda equacionei desmanchar, mas como há malhas que são compostas por laçadas, achei que seria pior a emenda que o soneto...

      Eliminar
  2. Trabalhar circularmente sem agulhas de 2 pontas não é fácil, quando se está à largueza é fácil mas ao estreitar o trabalho já não é tão fácil assim, sei-o porque andei a testar umas meias e é mais o tempo que se perde a puxar o nylon do que a tricotar... e quando as agulhas se escapam isso também é caso para stressar. Para piorar a lã cezanne é muito irregular, ora é fina ora é espessa e basta deslizar um pouco sem querer e as malhas perdem logo a forma e são difíceis de apanhar. É uma questão de treino recuperar as malhas de volta mas aprender em peças assim não é a melhor forma de começar. Com a agulha de crochet consegues recuperar as malhas na perfeição tens é que saber ao certo quantas malhas perdeste e como a boina é toda em meia a técnica é sempre a mesma, mas se tens reduções no meio das malhas perdidas isso aí já é mais complicado mas não impossivel, eu que o diga porque na titanium shawl que fiz tive alguns dissabores que pude emendar sem ter que desmanchar 2 carreiras de 231 malhas em cada carreira só por causa de uma redução mal feita... Boa sorte ;o) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta lã é a Esmeralda, super parecida com a Cézanne, que também comprei para outro projecto... e o risco de desmanchar é o facto de ter malhas que eram laçadas... acho que se desmanchasse nunca mais conseguiria apanhar o fio à meada...

      Credo, duas carreiras de 231 malhas... nem quero pensar numa coisa dessas!

      Eliminar
  3. Ái que contentinha estou por ter aterrado aqui!
    Eu que sou uma iniciante nestas viagens!
    E tanto tenho para descobrir através deste teu cantinho, Náná!
    OBRIGADAAAAAAAAA!
    Muah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Benedita, obrigada pelas tuas palavras tão queridas!

      Passa cá sempre que queiras, e se precisares de ajuda, de dicas, desde que eu possa ajudar, tu apita!

      Beijocas

      Eliminar
  4. A lã é tão linda! E fico contente por teres conseguido resolver o buraco. Era uma pena essa boina ficar sem uso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que a minha colega conseguiu resolver... se tivesse que desmanchar... ai ai...

      Eliminar
  5. Coisas destas também me costumam acontecer, e depois lá ligo para o meu S.O.S. Essa minha amiga tem uma paciência para mim que é uma coisa do outro mundo. São estes erros que nos ensinam melhor. A lã é de facto muito bonita. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que temos um S.O.S.! O que seria de nós?! Assim aprendemos com os erros e aprende-se com os S.O.S. como se emendam ;)

      Eliminar
  6. Mas na foto está perfeita:-) e parece ser quentinha.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até tirei foto da asneira, mas ficou desfocada... é quentinha e muito macia ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Oi.Não consigo ver um buraco na foto, mas pelos vistos o problema já esta resolvido, ainda bem.
    Gostei muito da cor da lã.
    Eu por acaso também prefiro boinas a gorros.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A foto que tirei onde aparecia a asneira ficou desfocada...
      A lã Miltons Esmeralda tem tons matizados lindos! E a Cézanne ainda mais ;)

      Eliminar
  8. O modelo...apesar do dito buraco...continua lindo!
    Se gosta aproveite-a...e quem sabe não dá um jeito de tornar o buraco...
    tapado e bem divertido!
    Boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria, a minha colega conseguiu resolver o problema e o buraco ficou disfarçado, parece que faz parte do modelo ;)

      Agora já vou poder andar de cabeça quentinha ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Eu não entendo nada disto, mas vejo que a boina está tão bonita! Adoro a Lã e fico contente por já não existir o dito buraco! Beijinhos! (ando a aprender a fazer um gorro básico, muiito básico! ;) )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, no tricot sou ainda e sempre uma aprendiz :) mas é um vício enorme!

      Beijinhos

      Eliminar

Ponha aqui as suas mãos!