sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Baby pouch sling / Sling bolsa para bebé

Quando o meu primeiro filho nasceu, uma grande amiga e colega de faculdade fez para mim uma sling no modelo pocket.

Foi bastante útil, mas não lhe dei tanto uso quanto deveria ter dado.

Uns dois anos depois acabei por emprestá-la a uma amiga que tinha sido mãe e que a usou até à exaustão. Quando o bebé dela chegou aos 2 anos e meio ela devolveu-me a sling e eu sei que a guardei.

Ou melhor, "encantei-a", como diria a minha mãe, a D. Vera.

Com o meu segundo filho, vi-me absolutamente necessitada de ter uma sling para o pôr, porque ele tem sido um bebé complicado, e eu muitas vezes nem as refeições consigo fazer. Precisava de uma forma de poder andar com ele ao colo e ter as mãos livres.

Como dei voltas e voltas à procura da sling, sem grande sucesso... decidi que teria que fazer uma nova.
Procurei tutoriais na internet e encontrei estes dois, que me serviram de guia:

http://youtu.be/hXwNE2X4Suo

http://youtu.be/1X6C0RZGJKg

No entanto, recordava-me claramente de que a minha colega, quando fez a sling, me ter dito que acrescentava 7 cm à minha medida, enquanto que estes tutoriais falavam em 15 cm.

Por vias das dúvidas, fiz inicialmente com 15 cm a mais, mas acabei por na prova, concluir que eram afinal os tais 7 cm, para que a sling ficasse justa ao corpo e o bebé ficasse numa espécie de posição semelhante à que costumava ter na barriga.

Esta sling tem sido mesmo muito útil.

No entanto, há que dizer... as minhas costas nem sempre me agradecem... mas o que é certo é que o Ricardo dorme umas valentes sornas cá dentro! E eu sempre fico com as mãos livres para ir fazendo algumas coisas que preciso.



8 comentários:

  1. Óptima ideia Naná e está muito giro!!

    Beijocas x

    ResponderEliminar
  2. Naná, admiro-te muito!! Com um bebé prematuro e complicado e tens energia para fazer um sling… como te admiro!!! beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh... obrigada pelas tuas palavras Margarida!
      Mas aqui a necessidade foi tão grande que se sobrepôs a tudo o resto!

      Bjs

      Eliminar
  3. Naná...no tempo dos meus herdeiros não havia e que jeito dariam!!!
    Este é bem lindo! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Imagino... às vezes ponho-me a pensar como seria educar crianças nessa altura, em que não havia tv, nem a parafernália de brinquedos que há hoje!

      Eliminar
  4. Excelente ideia, Naná! Que ternura estas imagens! :) Parabéns! Beijinhos

    ResponderEliminar

Ponha aqui as suas mãos!