sábado, 18 de outubro de 2014

Puerperium Cardigan

A Sofia do Tricot das Cinco desafiou quem quisesse a participar no K.A.L de Setembro e fazer um modelo lindo da Kelly Brooker, o Puerperium Cardigan.

Já há algum tempo que andava a pensar entrar num K.A.L., mas teria que ser algo que me fosse acessível, dados os meus parcos conhecimentos de tricot, especialmente com recurso a esquemas em inglês.

Aqui vi a possibilidade de ter quem me desse uma ajudinha e me esclarecesse qualquer dúvida que me surgisse. E só posso dizer que estou super grata pela disponibilidade da Sofia em me esclarecer nas minhas dúvidas de principiante.

Outra preciosa ajuda que tive foi da Filipa, do blog Nionoi, com os seus vídeos mesmo muito úteis e que me serviram de guia em muita coisa!

Aprendi tanto com este projecto, mas tanto! Também porque me sucedeu quase de tudo... Primeiro caíram-me malhas quando já ia na volta 16 ou 17 e como me senti incapaz de reparar a asneira... desmanchei tudo e voltei ao princípio, já mais confiante e com o esquema memorizado. Depois, a determinada altura esqueci-me de fazer um aumento. Acabei por corrigir a asneira mais à frente sem grande estardalhaço.

O maior stress foi quando o cabo das minhas agulhas circulares simplesmente se desenroscou da agulha e comecei a ver as malhas a perderem-se como missangas a cair dum colar rebentado. Mas aqui consegui apanhá-las todas.

Depois esbarrei na parte do esquema que dizia que tinha que pôr as malhas das mangas "on waste yarn"... ou seja, transferir para um alfinete de tricot ou simplesmente apanhá-las com um pedaço de lã doutra cor, para voltar a elas mais tarde.

A primeira manga foi um verdadeiro drama... com as agulhas circulares não me estava a safar, nem mesmo recorrendo ao "magic loop". Percebi que teria que me render ao "tricot da aranha", como lhe chama a Filipa. E foi assim que apenas dois anos passados de ter aprendido a tricotar com duas agulhas, me vi a tricotar com 4... Mas é claro que não correu logo bem à primeira! Quando já tinha a manga quase feita, apercebi-me da quantidade de asneiras, ou gatos, chamemos-lhe assim... que decidi que ia ficar horrível, e eu não queria que o casaco que eu estava a fazer para o Ricardo ficasse com tantos defeitos... desmanchei tudo! E recomecei a manga de novo. E correu infinitamente melhor.

A outra manga claro, correu bem melhor, mas não sem umas quantas asneiras. De vez em quando dava por mim, a ter uma laçada onde não era suposto e foi assim que finalmente ganhei coragem para deixar cair malhas e ir recuperá-las com uma agulha. Nesta manga inclusivamente destricotei, que era coisa que há uns meses atrás me fazia tremer, só de pensar...

Por isso, posso dizer que este projecto, além de ser a minha primeira peça tricotada e que tem mangas, para um dos meus rapazes, foi uma prova superada e que me fez ganhar confiança, e aprender tanto mas tanto!

Por tudo isto, obrigada Sofia!

Usei fio Debbie Bliss Baby Cashmerino, que é um fio espectacular, fantástico para tricotar e que tem um toque mesmo macio, e como o esquema era para recém-nascido e eu queria fazer já para 3/6 meses, em vez de usar as agulhas de 4 mm indicadas, usei de 5 mm e ficou mesmo à medida!

Já só me falta rematar as pontas soltas e coser os botões. Depois mostro como ficou amoroso!


10 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Graça!

      Foi um trabalho muito gratificante :)
      Bjs

      Eliminar
  2. Mas valeu o esforço, ficou mjuito fofo:-)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Valeu mesmo, Isilda!

      E ainda mais quando o vir vestido no meu rapazola :)

      Bjs

      Eliminar
  3. Tão bonito! Parabéns, naná!!! Adorei todo o processo e o desfecho. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Joana!

      Foi um processo muito engraçado, no fim de contas ;)

      Eliminar
  4. Gosto, Gosto, Gosto!!
    Só falta ver as bochechas gordas aí dentro...

    beijocas

    ResponderEliminar
  5. Que lindo Naná :)
    Apesar de tudo valeu a pena :)
    Quando começamos algo novo, corremos este risco, mas desistir não é a solução e isso viu-se aqui com a sua persistência e com um resultado lindo, lindo :)
    Parabéns :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra, valeu mesmo a pena!

      Obrigada :)

      Bom fim-de-semana!

      Eliminar

Ponha aqui as suas mãos!