sexta-feira, 31 de julho de 2015

Tricotar devagar / Knitting slowly

Comecei esta peça de vestuário para mim em Abril passado. Apesar de não dominar todas as técnicas de tricot, sentia-me confiante em conseguir acompanhar o KAL, mas um dia depois de o ter iniciado, a vida decidiu dar uma tremenda volta e tudo ficou de pantanas.

Forcei-me a avançar, e consegui a passinhos muito lentos.

Ainda agora vou avançando uma ou duas carreiras de cada vez, o máximo que consigo tricotar por dia, nos cerca de 45m de que disponho, quando a casa está em silêncio e eu posso finalmente sentar-me no meu cadeirão.
E vou tricotando. E ordenando as minhas ideias, os meus desejos, os meus sonhos e os meus pensamentos e preocupações, ao mesmo ritmo que as agulhas vão construindo o tecido desta camisola.

*****

I started this garment for myself last April. Although I don't know every knitting technique very well, I felt confident to enter the KAL and go along with it, but only a day after I had casted it on, life decided to take a tremendous turn and all went upside-down.

I forced myself to move forward, and I managed it with very little slow steps.

Even now I move along one or two rows at a time, which is the most I can knit every day, in the 45 minutes I have available, when the house is silent and I can finally sit down in my big chair.

And I keep on knitting. And I put my ideas in order, and my wishes, and my dreams and my thoughts and concerns, at the same rythm that my needles are making the fabric of this vest.


6 comentários:

  1. Naná...eu nem tenho tocado nas agulhas com tanta dor na minha mão direita!
    Adoro a cor e fico a aguardar o modelo! Bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então Graça, que lhe aconteceu?

      Bolas, eu se não puder tocar nas agulhas fico maluquinha, juro!

      Beijinhos e estimo-lhe as melhoras rápidas :)

      Eliminar
  2. Também gosto muito desta cor. E nada de stress, porque estas coisas são para combatê-lo e devagar se vai ao longe! Vai ficar uma peça linda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SG, acertaste na mouche! O tricot é mesmo o meu anti-stress!

      :)

      Eliminar
  3. Cor bonita Naná :)
    Devagar se vai ao longe ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem verdade, Sandra, bem verdade!

      Devagarinho lá chegarei e depois andarei com ela orgulhosamente vestida :)

      Beijinhos

      Eliminar

Ponha aqui as suas mãos!